Amo Cachorros

Tudo sobre cães e o universo canino

Cuidados Essenciais: Posse Responsável

12 de agosto de 2010  •  Cuidados Essenciais

Posse Responsável
Posse responsável

Ter um animal de estimação é uma responsabilidade que pode durar vários anos. Antes de levar para casa um animal, cão, gato ou qualquer outro, pare e pense muito bem sobre os deveres de um dono responsável. Reflita se você está apto a cuidar de um animal.

Conheça os Dez Mandamentos da Posse Responsável de Cães e Gatos, publicado pela Arca Brasil.

1. Antes de adquirir um animal, considere que seu tempo médio de vida é de 12 anos. Pergunte à família se todos estão de acordo, se há recursos necessários para mantê-lo e verifique quem cuidará dele nas férias ou em feriados prolongados.

Infelizmente, muitas pessoas abandonam seus animais em mudanças ou viagens. Pense se ao menos, tem como você deixar o seu animal com alguém de confiança ou em um hotel para animais.

2. Adote animais de abrigos públicos e privados (vacinados e castrados), em vez de comprar por impulso.

Não sou contra a compra de animais, mas antes de comprar um animal, visite o abrigo de sua cidade. Pode ser que você encontre o seu melhor AUmigo lá.

3. Informe-se sobre as características e necessidades da espécie escolhida  tamanho, peculiaridades, espaço físico.

Um filhote pequeno, fofo e peludinho, pode ser tornar um animal de grande porte. Portanto, é ideal conhecer a história do animal, para saber se você terá espaço físico para abrigá-lo em sua casa.

4. Mantenha o seu animal sempre dentro de casa, jamais solto na rua. Para os cães, passeios são fundamentais, mas apenas com coleira/guia e conduzido por quem possa contê-lo.

Não são raros os casos de ataques de cães sem coleira e guia. Daí eu me pergunto: Onde está a responsabilidade dos donos desses animais?

O seu animal pode ser um "anjinho" dentro de casa, mas jamais o leve sem coleira e guia em locais públicos. Principalmente se você tiver um animal de raça forte, como: Pit Bull, Bull Terrier, Pastor Alemão, Rotweiller, Dogue Alemão, Doberman, Fila, Mastim e misturas dessas raças. Aliás, em várias cidades do Brasil, caso um cão dessas raças esteja circulando sem a focinheira, seu dono poderá ser multado. Cuidado!

5. Cuide da saúde física do animal. Forneça abrigo, alimento, vacinas e leve-o regularmente ao veterinário. Dê banho, escove-o e exercite-o regularmente.

Só carinho, não basta. Seu animal tem outras necessidades básicas para viver bem.

6. Zele pela saúde psicológica do animal. Dê atenção, carinho e ambiente adequado a ele.

Não deixe o seu cão abandonado em um quartinho escuro e fechado. Dê atenção ao seu animal. Animais também sofrem de depressão. Fique atento!

7. Eduque o animal, se necessário, por meio de adestramento, mas respeite suas características.

Se você não tem condições de matricular o seu cão em um curso de adestramento, existe a opção de seguir conselhos de especialistas como Cesar Millan e Alexandre Rossi, o Dr. Pet pela televisão ou através de livros e DVDs.

Cesar e Alexandre Rossi, tem abordagens diferentes de como educar um animal, mas acredito que ambas sejam válidas e muito úteis para donos responsáveis. Vale a pena conhecer o trabalho deles.

8. Recolha e jogue os dejetos em local apropriado.

Aqui em SP, esse problema é muito comum na maioria das ruas e avenidas. É tão difícil andar com uma sacolinha e recolher as fezes do seu animal?

Conheça a campanha: "Cagada é não recolher" das criadoras do site "Cão em Quadrinhos".

9. Identifique o animal com plaqueta e registre-o no Centro de Controle de Zoonoses ou similar, informando-se sobre a legislação do local. Também é recomendável uma identificação permanente (microchip ou tatuagem).

Já fiz um post sobre RGA Animal, que é obrigatório em SP. Independente de ser obrigatório na sua cidade ou não, identificar o seu animal. é muito importante.

10. Evite as crias indesejadas de cães e gatos. Castre os machos e fêmeas. A castração é a unica medida definitiva no controle da procriação e não tem contra-indicações.

Já publiquei sobre as vantagens de se castrar um animal (cão ou gato).

Vale lembrar que animal não é brinquedo, seja responsável!

Dica: Faça o teste de posse responsável no site da Arca Brasil. E leia mais sobre o assunto.